Doença celíaca (DC)

A DC é uma doença auto-imune (em que o organismo gera reacções contra os constituintes invasores, mas que são na realidade o próprio organismo, e que levam por isso, a lesões localizadas ou sistémicas) que ocorre em pessoas cuja genética já tem essa predisposição, podendo por isso (muito provavelmente) ser hereditária. Normalmente o seu diagnóstico dá-se nos primeiros meses de vida, com a introdução das papas na alimentação da criança, mas pode apenas manifestar-se na adolescência ou idade adulta.

Quando a pessoa celíaca ingere glúten desencadeia uma reacção imunológica no intestino, que acontece como uma espécie de abrasão da mucosa, impedindo a absorção de nutrientes. O glúten danifica o aparelho digestivo, especialmente o intestino delgado e interfere com a absorção de nutrientes do alimento. O sistema imunológico, responde danificando as vilosidades do intestino delgado, que são responsáveis pela absorção dos nutrientes dos alimentos para a corrente sanguínea.

Hoje em dia esta “doença” é cada vez mais conhecida, e existe imensa informação acerca dela, através de sites e associações dedicadas a esse efeito.

A vida dos celíacos é cada vez mais simples, com alimentos alternativos e que se vão assemelhando mais aos alimentos com glúten, sem que se distingam nem tragam constrangimentos para quem os possa ter. O facto menos positivo, que ainda hoje se mantém, é o facto de tais alternativas serem consideravelmente dispendiosas, mas que são indispensáveis num dia-a-dia perfeitamente normal.

Estimam-se que cerca de 100 mil pessoas, em Portugal são celíacos, mas apenas oito mil estão diagnosticadas (informação dada pela Associação Portuguesa de Celíacos), isto traduz-se em cerca de 1 em cada 134 serem celíacos em Portugal. Comparativamente existem cerca de  500 mil doentes diabéticos em Portugal, alguns dos quais podem ser simultâneamente celíacos.

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *