Fotografia de comida – iluminação – painel de difusão

1. INTRODUÇÃO

Quando precisamos de fotografar comida, quer seja para publicar num blog ou para partilhar com os amigos, deparamo-nos com alguns problemas comuns:

  • A falta de luz, devido a existir apenas um ponto de luz superior, correspondente à luz de tecto;
  • Reflexos e brancos queimados quando se utiliza o flash incorporado na máquina;
  • Grande contraste e sombras duras, muito marcadas, devido à luz direta não filtrada.

Neste segundo artigo de uma série sobre técnicas para melhorar as suas fotografias, apresentamos uma solução de iluminação de custo baixo a moderado. Consiste num conjunto com ponto de luz forte, com um difusor de grandes dimensões. Os materiais são menos comuns, mas poderá encontra-los em qualquer loja de bricolage:

2. MATERIAIS
  • Foco portátil de halogénio, com o mínimo de 400W;
  • Tubos PVC estreitos (4x 75cm);
  • Papel vegetal / papel de arroz;
  • Fita adesiva;
  • Placa PVC branca de média dimensão.
3. DIFUSOR

O difusor consiste simplesmente numa moldura com papel vegetal. Pode ser construido a partir de 4 tubos PVC, com as dimensões necessárias para a maior parte das situações. O difusor apresentado na fotografia, possui tubos com cerca de 75cm, que foram cortados a partir de um unico tubo PVC de 3 metros. Os tubos foram depois unidos com fita-cola larga. Neste caso usámos papel de arroz, mas poderá ser utilizado papel vegetal (de culinária, pois é inclusive resistente ao calor).

foco halogénio difusor

(Veja o resultado na receita de crepes sem glúten)

4. PROJECTOR

O foco utilizado, é a adaptação de um foco de exterior com uma ficha de interior. O preço desta soluçao é substancialmente mais baixo do que o da compra de um foco portátil e tem funcionado sem problemas. O foco na fotografia tem a potencia de 400W, mas se possível utilize de 500W.

iluminação difusor

(Veja o resultado na receita de berbigão à Bulhão Pato)

Sempre que possível utilize o foco com a mesma direcção e sentido de fontes de luz que já existam, como a luz da janela ou outros pontos de luz, de forma a ter uma iluminação mais natural. Utilize sempre a placa PVC branca no sentido oposto ao do foco e difusor de luz, de forma a que este reflita e ilumine as sombras do objecto iluminado.

iluminação difusor

(Veja o resultado na receita de berbigão à Bulhão Pato)

5. EXEMPLOS

Mais alguns exemplos de fotografias que utilizaram esta técnica de iluminação:

Bolachas de erva doce

(Veja o resultado na receita de bolachas de erva doce sem glúten)

Amendoas saudaveis

(Veja o resultado na receita de Amêndoas da Páscoa Light Sem Glúten e Sem Lactose)

6. SUGESTÕES

Como dica, caso esteja em situações de muita iluminação, utlize na mesma a placa PVC branca de reflexão, de forma a iluminar as sombras. Caso a luz natural seja muito forte, utilize também o difusor em frente à janela, de forma a eliminar os indesejados reflexos fortes e sombras duras.

iluminação reflector

Boas fotografias e boas receitas!

Cheers    =)

Lista de artigos da série fotografia de comida:

I. Fotografia de comida – iluminação – caixa de luz
II. Fotografia de comida – iluminação – painel de difusão

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *